Avançar para o conteúdo

MARBLETECH

CONTEXTO

O setor europeu do mármore está a mudar radicalmente nos últimos anos: por um lado, o progresso tecnológico exige competências técnicas mais especializadas, por outro, as empresas exigem cada vez mais pessoal com formação em matéria de avaliação ambiental e segurança no trabalho.

As mudanças na regulamentação e na governação a vários níveis, a demografia e a população, o ambiente, a economia e a globalização, a tecnologia, os valores e as identidades e a procura dos consumidores são apenas alguns dos principais factores que estão a moldar a necessidade de formação no setor dos mármores. Estas dinâmicas alinham-se com as tendências gerais europeias no domínio da qualificação e da formação.

As novas necessidades de formação específicas do setor são: a Nova Agenda de Competências para a Europa (2016) afirma que “até 2025, quase metade de todas as vagas de emprego na UE exigirão qualificações mais elevadas”. Em particular, a mudança no conteúdo do trabalho e o aumento da complexidade das tarefas conduzirão ao crescimento do grupo profissional de gestores e profissionais associados [Cedefop 2016].

OBJETIVOS

Os objetivos do projeto são:

  • Antecipar de forma mais eficaz os requisitos relacionados com o trabalho das futuras profissões de gestão, de modo a melhorar a transferência e a utilização de conhecimentos novos e existentes sobre as necessidades de novas competências entre os países parceiros.
  • Criar um quadro comum de qualificações que resultará em profissionais mais qualificados envolvidos na gestão de topo e intermédia na indústria de mármore Europeia e Turca.
  • Desenvolver novas metodologias e ferramentas de aprendizagem baseadas em MOOCs para reestruturar o processo de formação direcionado para os gestores existentes e aspirantes da indústria do mármore.
  • Promover o crescimento, o emprego, a equidade e a inclusão social, bem como enfrentar as mudanças socioeconómicas relacionadas com as mudanças no setor dos mármores e contribuir, através do talento e da inovação, para o reforço da competitividade das empresas de mármore e responder à inadequação das competências a nível setorial. Assim, o projeto será coerente com a implementação da agenda política europeia.

GRUPOS-ALVO

Os grupos-alvo do projeto incluem: Ensino e Formação Profissional (EFP), decisores políticos, associações e organizações que lidam com mármore, universidades, centros de investigação que lidam com os tópicos do projeto, empresas, gestores da indústria do mármore e potenciais, e formadores.